Please reload

Posts Recentes

Fernando Vidal explica relação entre ovulação e endometriose

06.16.2018

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Câncer no colo de útero: o segredo é a prevenção

O câncer de colo uterino é um dos tipos de câncer que mais acomete a população, são 15.000 novos casos todos os anos. Os números são mais expressivos nas regiões norte e nordeste, pois, nestas regiões não é comum que as mulheres visitem o ginecologista periodicamente. Em alguns países desenvolvidos a doença já está quase erradicada, pois a prevenção é a chave.

 

CAUSAS

O grande vilão é o HPV, responsável por quase todos os casos já registrados, portanto, também é importante estar atento a qualquer ferida e lesão existente no local. A prevenção também vale para estas doenças que devem ser analisadas e tratadas corretamente para evitar complicações.

 

PREVENÇÃO

O câncer no colo do útero é essencialmente preventivo, e pode ser facilmente identificado por meio do exame papanicolau. É muito importante que o câncer seja identificado no inicio de sua evolução, assim as chances de cura são maiores.

 

PAPANICOLAU

O exame é simples, rápido e deve ser feito, pelo menos, a cada dois anos. O ideal é que seja realizado todos os anos, mas mulheres que mantém um único parceiro e não apresentam muitas variações em exames anteriores podem realizar a cada 2 anos com tranquilidade. Já mulheres que pertencem ao grupo de risco e possuem vários parceiros, devem ser mais bem avaliadas e realizar o exame com mais frequência.

 

O Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (Sboc) indicam que o papanicolau seja feito em mulheres com idade entre 24 e 64 anos, mas, como muitas mulheres começam a vida sexual muito cedo, é recomendado que se incie os exames pouco tempo após o início da atividade sexual. Isso é muito importante, pois como o tumor leva cerca de 10 anos para se formar, a mulher corre o risco de já apresentar alguma ferida nessa idade e quando alcançar os 24 anos, pode já estar comprometida e o diagnóstico pode ser tardio.

 

A partir do papanicolau também é possível detectar processos infeccionais que podem comprometer o aparelho vaginal e cervical da mulher. O exame deve ser feito fora do período menstrual, de preferência após quatro dias do término. Também é importante que seja feito quatro dias após qualquer relação sexual, assim o coleta será efetiva.

 

Caso o resultado do exame seja positivo e confirmado o câncer, deve ser feito um exame especial chamado colposcopia, para identificar o local exato da lesão, suas características e, consequentemente, os melhores tratamentos e técnicas para cada caso. Em Araraquara, temos condições para realizar os tratamentos, mas todos devemos fazer nossa parte e a mulher não deve evitar os exames.

 

TRATAMENTO

O câncer de colo uterino pode ser dividido entre os graus 1, 2, 3 e 4. Os graus 1 e 2 normalmente são curáveis por meio de cirurgias ou cauterizações, mas casos mais elevados, entre 3 e 4, podem ser tratados, mas provavelmente já não são mais curáveis. Por isso é tão importante detectar o câncer no seu início.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga