Please reload

Posts Recentes

Fernando Vidal explica relação entre ovulação e endometriose

06.16.2018

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Dores nas costas: um problema a ser levado a sério

A dor lombar é uma das principais queixas em pronto-atendimentos e em consultórios médicos. Estima-se que cerca de 90% dos adultos sofrerão pelo menos um episódio de dor lombar durante a vida. Lombalgia é quando uma pessoa tem dor na região lombar, ou seja, na região mais baixa da coluna perto da bacia. Não é uma doença, mas sim um sintoma, um tipo de dor, que pode ter diferentes causas, algumas complexas, porém na maioria das vezes o problema não é sério. Algumas vezes, a dor se irradia para as pernas com ou sem dormência, conhecida como “ciática”.

 

Frequentemente o problema é postural

Outras vezes pode ter causas mais complexas, como inflamação, infecção, hérnia de disco, escorregamento de vértebra, artrose e até emocional. A lombalgia pode aparecer em duas formas: aguda e crônica. A forma aguda é o conhecido “mau jeito”. A dor é forte e aparece depois de algum esforço físico com mais frequência inadequado, normalmente, ocorre na população mais jovem. Já a forma crônica é mais comum em pessoas de maior idade, e a dor não é tão intensa, porém quase que constantemente.

 

Na maioria das vezes, o diagnóstico e a causa da lombalgia podem ser estabelecidos com uma boa conversa com o paciente e um exame físico bem feito pelo médico. Exames mais específicos são necessários, apenas no caso de suspeita de alguma causa mais complexa, como hérnia de disco. Os analgésicos e anti-inflamatórios devem ser usados principalmente na fase aguda associados ao repouso.

 

Existem diversas ações que podem evitar a lombalgia: A correção postural, principalmente na maneira de sentar no trabalho e na escola; Na fase aguda a ginástica não é indicada, porém após o final da crise, a prática regular de exercícios físicos apropriados é importante, associados a fisioterapia e acompanhamento profissional; Quando realizar um exercício com peso na ginástica, é importante proteger a coluna deitando ou sentando com apoio nas costas; Sempre evitar carregar muito peso; Não permanecer curvado por muito tempo; Quando se abaixar no chão deve-se dobrar os joelhos e não a coluna; Não se deve fazer da coluna um guindaste; Evitar usar colchão mole demais. Para outros esclarecimentos e orientações, consulte o seu médico ortopedista.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga