Homenagem a médicos de Araraquara e região vítimas da Covid-19

A Associação Paulista de Medicina (APM) Secção Araraquara presta, nesta página, homenagem aos médicos da cidade e região que faleceram em decorrência da Covid-19, atuando diretamente na linha de frente do combate à doença ou mantendo o atendimento a seus pacientes mesmo nos períodos mais críticos da pandemia. A esses heróis da medicina e a suas famílias, nosso respeito e solidariedade.  

Reportagem: Valda Rocha

Médicos e médicas ocupam, desde o início na pandemia, as principais posições da linha de frente contra a Covid-19. Segundo o Conselho Federal de Medicina (CFM), até o março de 2021, mais de 620 profissionais da área já haviam morrido em decorrência da doença, alguns deles em Araraquara e região. Para homenageá-los o CFM, em parceria com os conselhos regionais, criou um memorial registrando os nomes de cada um dos médicos vitimados pela doença. 
 

Em Araraquara, somam-se a eles os nomes de profissionais como os dos ginecologistas Otávio Alves Pinto e Elias Zakaib Júnior, do infectologista Luiz Torchio Neto e do clínico geral Jesus José da Cruz, falecidos entre o ano passado e o primeiro trimestre de 2021 vítimas da Covid-19. Nesta página, assim como memória de seus pacientes e colegas, eles são lembrados e retratados como seres humanos que fizeram a diferença, levando saúde, cuidados médicos, acolhimento e atenção a milhares de pessoas. Que seus exemplos inspirem nossas gerações.

O perigo mora na linha de frente

Profissionais da medicina que trabalham direta ou indiretamente com pacientes contaminados com Covid-19 também tornaram-se alvo do novo coronavírus

Após mais de um ano de combate ao coronavírus, nunca é demais destacar a participação efetiva e fundamental dos médicos e profissionais de saúde que, ao lutarem contra a doença, também estão sempre expostos ao risco de se contaminar.

Quando o Brasil enfrentava o sexto mês de pandemia, o Ministério da Saúde divulgou que 257 mil profissionais da saúde já haviam sido infectados. Com o avanço desenfreado de novos casos nos primeiros meses deste ano, esse número sofreu aumento significativo, ainda não contabilizado pelo Governo Federal.

Em Araraquara e região, entre os médicos, ao menos doze foram contaminados e sobreviveram à Covid 19, segundo estimativa da seção regional da Associação Paulista de Medicina (APM).